Loading...

Pesquisar neste blogue

A carregar...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

LIBERDADE DE EXPRESSÃO DA INTERNET AMEAÇADA?



O Presidente Obama receberá o poder de desligar a
internet por, pelo menos, quatro meses sem supervisão do Congresso se os
votos do Senado para o projeto de lei que desliga a internet, que foi
aprovado por um comitê chave do Senado e agora está sendo posto em
prática.


Este projeto poderia entregar o poder absoluto ao governo federal
americano para fechar as redes, e bloquear o tráfego de entrada de
Internet de certos países, sob uma emergência nacional declarada.
 É
o que estamos vivenciando neste momento, muitas pessoas não vêem ainda o
risco disto tudo. Lembramos que neste momento estamos no meio de uma
Guerra Cibernética, ainda com poucas informações divulgadas.


Em poucas palavras, podemos descrever esta situação: Se os ataques
cybers pró-wikileaks e os vazamentos de informações não pararem, será o
fim da liberdade de expressão na Internet, imposta por um único Estado.
http://www.correiodoestado.com.br/noticias/hackers-publicam-supostos-dados-pessoais-de-dilma-e-kassab_115356/

GUERRA CYBÉRNETICA (PRETESTO PARA IMPLANTAR MAIS CONTROLE)
AGORA NO BRASIL
http://www.youtube.com/v/IQ2e326Al6g
Com base nos documentos publicados até entao, na minha opinião, ficou claro que a real intenção do Cablegate é de validar a falsa Guerra ao Terror,
implantar o medo e a discórdias entre os países,  e demonizar os
suspeitos de sempre como Iran, Coreia do Norte e a China. Com o Brasil em
particular, figurinha freqüente dos documentos publicados na primeira
semana, vemos uma tentativa de tentar empurrar a paranóia americana
anti-terrorismo, usando como pretexto a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016
(vocês não achavam que havíamos ganho esta honra por outro motivo,
achavam?), e juntamente exportar o seu "expertise" em lidar com o
terrorismo. Podem ter certeza que, depois dos scanners corporais enviados pelos EUA e já em uso no Brasil, muito em breve os EUA estarão exportando suas "técnicas" de revistas de genitálias nos aeroportos,
os Centros de Fusão (onde centralizam inteligência contra grupos
pacíficos,  teóricos de conspiração  e candidatos independentes), além
dos infames Campos de Detenção da Fema.


Apesar de vários documentos que mostram atividades criminosas pelos EUA, como a espionagem de membros da ONU, os grandes veículos da mídia estão focando nos documentos sobre o Iran,
a China e a Coreia do Norte, que dão suporte a ações militares contra
aqueles países. Sobre o Brasil, vemos claramente que os documentos
tentam sugerir a presença de terroristas ou suporte a terroristas no Brasil, além de reclamar da falta de legislação anti-terrorismo no país. Nós sabemos muito bem quem está por trás do terrorismo, supostamente islâmico, no mundo inteiro: a CIA,
FBI e seus comparsas, utilizando pessoas facilmente manipuláveis para
agir sob o pretexto do radicalismo islâmico. Me preocupa que estes
documentos acabem por iniciar um movimento anti-islâmico no país e a
criação de leis anti-terrorismo, as quais sabemos muito bem contra quem
seriam utilizadas no fim das contas: nós mesmos.
VISITE NOSSO BLOG: http://palvradevida.blogspot.com/


Marcos e Jisele 

Sem comentários:

Enviar um comentário